WordPress

WordPress.com ou WordPress.org Qual solução é melhor para criar um site?

Paula MedeirosRaphaël Damain

Por Paula & Raphaël

wordpress.com-vs-wordpress.org

A Tooltester existe graças ao apoio de leitores como você. Nós podemos ganhar uma comissão de afiliados pela sua compra através de nossos links, o que nos permite continuar a fazer nossas análises e pesquisa de forma gratuita.

Quando comecei a comparar criadores de sites, eu automaticamente escrevia apenas “WordPress” nas minhas análises.

Isso gerou uma confusão.

Algumas pessoas vinham me questionar se eu estava me referindo ao WordPress.com ou WordPress.org, e para ser sincera, eu às vezes tinha dificuldade de lembrar qual era qual.

Então aqui na Tooltester a gente resolveu explicar a situação assim, com um mnemônico:

  • WordPress.com é completamente configurado pela Automattic, a empresa por trás da plataforma.
  • WordPress.org te faz organizar serviços de hospedagem e instalação.

Bem útil, vai?

Mas ok, isso ainda não garante uma resposta clara sobre qual a diferença entre WordPress.com e WordPress.org, e qual das opções é a escolha certa para você criar o seu site. É por isso que escrevemos esse artigo, para investigar a fundo os prós e contras do WordPress.com vs WordPress.org, comparando preços, recursos e facilidade de uso.

> Para saber mais sobre os planos grátis e pagos do WordPress.com, veja o nosso guia completo de planos e preços do WordPress.com.

> Teste o WordPress.com ou o WordPress.org.

O mais importante a ser entendido sobre o WordPress

O WordPress é um programa, ou um software, desenvolvido para você construir sites, blogs e lojas virtuais. Ele é operado de forma online, por isso é referido como um aplicativo web. Você também deve ouvir por aí o nome CMS (Content Management System: “Sistema de gerenciamento de conteúdo”), por que ele é isso mesmo e permite tudo: upload de mídia, texto, posts de blog, produtos de e-commerce.

O ponto chave a entender é que ele é um sistema de código aberto, e completamente grátis. Qualquer pessoa pode fazer download do WordPress e usá-lo.

É uma ferramenta extremamente poderosa e popular. Estima-se que cerca de 43,3% dos sites existentes na internet foram criados com o WordPress. É possível usá-lo em 50 idiomas, e a ferramenta segue expandindo em alta velocidade, o que é uma loucura, considerando que passou a existir apenas desde 2003.

O ponto final da nossa comparação é o seguinte: quer você decida por usar o WordPress.com ou WordPress.org, em ambos os casos você está usando o software WordPress.

O que nos leva ao próximo ponto…

Qual a diferença entre WordPress.com e WordPress.org?

O WordPress.com é um site hospedado completamente pela empresa Automattic. Basta escolher um dos planos grátis ou pagos e você terá tudo do programa, o domínio e o servidor configurado por eles. Já o WordPress.org é uma ferramenta que você terá que fazer download para usar e precisará organizar a instalação em um domínio próprio, assim como precisará configurar a hospedagem por conta própria.

Qual é a plataforma ideal para você? Um breve resumo

CATEGORIAWP.COMWP.ORG
1. Instalar e configurarMuito fácilDifícil
2. Facilidade de usoMuito fácilModerado
3. Design e CustomizaçãoFlexibilidade total apenas a partir do plano PremiumMuito flexível
4. Recursos e pluginsAcesso a plugins apenas nos planos Negócios e E-commerceAcesso a todos os plugins
5. BlogExcelenteExcelente
6. Lojas virtuaisIntegração com o WooCommerce apenas nos planos Negócios e E-commerceControle total
7. MonetizaçãoUm pouco restritivoNenhuma restrição
8. SEOAlgumas limitaçõesControle total
9. Segurança e manutençãoFeito por vocêÉ sua responsabilidade
10. SuporteInclusoRestritivo
11. PreçosPlano grátis + 4 planos premiumMúltiplas opções
Total5 pontos7 pontos

Round 1: Instalar e configurar

Agora que você entendeu a principal diferença, já dá para ter uma ideia de qual dos dois é mais fácil de começar a usar. Claramente o WordPress.com, cuja configuração é feita para você, é a solução mais simples. Temos uma análise só sobre ele aqui.

Nós também já criamos um Guia Para Iniciantes sobre o WordPress.org, mas vamos resumir aqui os passos necessários para como começar a usar ambas as soluções.

Começando um site com o WordPress.com

 

Começando um site com o WordPress.com

 

Começar um site com o WordPress.com

  1. Inscreva-se no WordPress.com
  2. Escolha o tipo de site que você quer construir
  3. Dê um nome ao seu site
  4. Compre um nome de domínio, ou use a opção grátis com a URL sugerida (falamos mais sobre isso na seção de preços)
  5. Escolha um plano pago ou o plano grátis
  6. Comece a criar e a atualizar o seu site!

Com o WordPress.org, o trabalho é maior:

  1. Compre um nome de domínio
  2. Encontre e pague uma hospedagem na web (ex: Dreamhost, Siteground etc.)
  3. Crie uma base de dados para o WordPress no seu servidor
  4. Instale o software do WordPress
  5. Faça upload do software para o seu domínio usando um cliente FTP
  6. Execute o arquivo de instalação visitando a URL
  7. Agora pode começar a atualizar o seu site

Eu sei que parece uma montanha de coisas para entender. Mas a boa notícia é que os guias do WordPress são bem detalhados e realmente muito bem redigidos, então acaba não sendo tão difícil na verdade.

Também vale dizer que muitos serviços de hospedagem web por aí oferecem instalação WordPress com apenas um clique. Nesse caso, você poderia ignorar os itens 4 a 6 da lista acima.

wordpress.com vs wordpress.org siteground install

Instalar e configurar o WordPress pelo SiteGround

 

Vencedor: WordPress.com. No entanto, reforçamos que embora possa ser difícil instalar o WordPress.org por sua própria conta, muitos serviços de hospedagem simplificam esse processo com instalações por apenas um clique.

Round 2: Facilidade de uso no geral

Passado o proceso de instalação, o WordPress.com e WordPress.org até que funcionam de forma similar (afinal, é o mesmo software WordPress para ambos, lembra?)

Eu diria que a única diferença aqui é que o WordPress.com tem mais limitações quanto aos recursos. Isso pode na verdade facilitar as coisas para usuários iniciantes.

Nesse ponto, é importante mencionar que o WordPress é realmente ótimo, mas não é nem de longe a opção mais simples para construir um site. Se você quer algo realmente fácil, com editor de arrastar e soltar, onde os resultados são visíveis à medida que você vai mexendo na ferramenta, então sugiro que dê uma chance a outros criadores de site, como a Wix, por exemplo.

Vencedor: WordPress.com é mais fácil de usar, por causa das limitações.

Round 3: Design e customização

Essa seção tem tudo a ver com controle criativo. Você consegue facilmente mudar o visual e a mensagem do seu site? E quais são as opções que você tem de temas pré-feitos?

Vamos começar pelo WordPress.com. Aqui você tem cerca de 100 templates gratuitos logo de cara. Depois você também ainda pode comprar 200 templates premium, mas atenção: só é possível comprá-los se tiver um dos planos Premium e Negócios.

Temas WordPress.com. Observe que para desbloquear todos os temas, você precisa dos planos Premium e Negócios.

 

Isso é algo ruim caso você esteja no plano grátis. O lado bom é que a seleção de temas é boa, variada e todos os templates são responsivos (o que significa que a visualização será boa em qualquer dispositivo).

Outro ponto importante: você pode fazer edições básicas, mas customizar o código CSS também é algo restrito aos planos mais caros.

Com o WordPress.org, o céu é o limite. Você pode explorar milhares de temas, editar o código-fonte da maneira que quiser e até usar plugins que permitem que você construa o seu próprio tema com ferramentas de arrastar e soltar.

É possível encontrar templates grátis e premium pela internet também, através de sites como Themeforest e Elegant Themes.

Vencedor: é realmente difícil encontrar uma solução com mais flexibilidade de design do que o WordPress.org – incluindo todos os criadores de site. Você pode precisar suar um pouco para customizá-lo, mas valerá a pena.

Round 4: Recursos e plugins

Talvez você já tenha ouvido falar de alguns dos plugins mais famosos do WordPres. O WooCommerce (em inglês) é uma opção fantástica para quem quer criar uma loja virtual. O plugin WPML permite que você crie versões multilíngues do seu site. E não vou ficar aqui listando todos eles, pois enquanto escrevo isso há cerca de 60.00 plugins pagos disponíveis (!). Nem todos são ótimos (afinal, qualquer desenvolvedor pode enviar um plugin para a loja), mas de fato há uma seleção fantástica para explorar e escolher.

wordpress.com vs wordpress.org plugins

Plugins do WordPress.org

 

E a questão é, você pode fazer absolutamente qualquer tipo de site graças aos plugins do WordPress. Sites de catálogo de imobiliária, portfólios de fotografia, portais de notícias… Há muito mais sites por aí do que apenas blogs e sites de pequenos negócios.

Mas há um porém…

Você só pode instalar alguns desses plugins se estiver usando o WordPress.com, e só pode fazê-lo também se tiver um dos planos pagos.

Embora haja uma dúzia de plugins já pré-instalados (como botões de redes sociais, plugins de SEO e criador de formulários), a escolha é bem limitada.

A filosofia por trás dessa restrição é que o WordPress.com faz uma pré-seleção de plugins baseados nos objetivos que você tem com o seu site. Para um blog, você ganha acesso a recursos avançados de comentários. Para uma loja virtual, com o plano E-commerce, terá uma seleção específica de plugins.

É um pouco como o sistema mais restrito do iOS x a liberdade de um Android. Com o primeiro, você tem limitações, mas provavelmente estará mais seguro. Com o segundo, você meio que pode fazer o que quiser, mas por sua conta e risco.

Vencedor: em termos de escolha, o WordPress.org ganha porque não há restrições em relação ao que você pode instalar.

Round 5: Blog

O software do WordPress na verdade foi originalmente desenvolvido para blogs. Então pode apostar que conta com todos os recursos necessários para facilitar a vida de quem quer fazer, pré visualizar e publicar conteúdo. É possível:

  • Criar e agendar posts
  • Adicionar mídia
  • Inserir imagens, links, textos, vídeo, áudio etc…
  • Gerenciar posts pelo painel
  • Customizar tipografia
  • Gerenciar comentários
  • Detectar spam
  • E muito mais…

Na verdade, vou até me arriscar a dizer que o WordPress é a ferramenta de blog mais poderosa do mundo, esteja você trabalhando com a sua versão instalada ou com o WordPress.com.

Vencedor: Como os recursos de blog são os mesmos, digamos que é um empate. Provavelmente vai depender mais da facilidade de uso, e aí nesse caso o WordPress.com ganha o ponto.

Round 6: Lojas virtuais

Como já mencionado na seção de recursos, é muito fácil transformar o seu site WordPress em um e-commerce poderoso, com plugins como o WooCommerce. Ele oferece uma flexibilidade completa sobre meios de pagamentos, edição de produtos, opções de frete e envio. De fato, é possível construir qualquer tipo de loja virtual e escalar o seu negócio da forma que você quiser com a seleção de plugins do WordPress.org.

Com o WordPress.com você também pode usar o WooCommerce, mas apenas a partir dos planos mais caros (Negócios e E-commerce). Para lojas virtuais menores, a plataforma disponibiliza outros plugins, onde você ainda poderá facilmente:

  • Receber pagamentos e doações
  • Adicionar produtos, fotos, textos e outras mídias
  • Configurar preços, taxas e envios
  • Aceitar pagamentos pelo Simple Payments Block

Vencedor: Mais uma vez, o WordPress.com sacrifica flexibilidade por facilidade de uso. Você ainda consegue fazer bastante, mas apenas com os planos de negócios mais altos (e mais caros). O WordPress.org oferece muito mais controle sobre a loja virtual, não importa o quanto você pague.

Round 7: Monetização

Vender produtos não é a única forma de fazer dinheiro com o seu site. Você também pode trabalhar com afiliados e publicidade. Com o WordPress.org, é possível fazer dinheiro como preferir. Já o WordPress.com apresenta algumas limitações nesse sentido:

  • Links de afiliados são permitidos “contanto que o objetivo principal do seu blog seja a criação de conteúdo original, e não direcionar tráfego para os links afiliados”. Indústrias de setores como jogos e apostas ou sites com propostas de enriquecimento fácil também não podem fazer parte do marketing de afiliados.
  • Você não pode ter anúncios no site com o plano grátis.
  • Com os planos pagos, pode usar o AdWords ou outras ferramentas como o WordAds (própria da WordPress).

Vencedor: WordPress.org, já que não há restrições, novamente.

Round 8: Opções de SEO

Quando o assunto é otimização para os motores de busca (Search Engine Optimization, ou simplesmente SEO), podemos pensar em uma divisão de duas partes. A primeira é sobre palavras-chaves, e com quais delas você pretende rankear nos sites de busca, e a segunda tem a ver com detalhes técnicos. A boa notícia é que o WordPress é uma das melhores plataformas que existem para usar opções de SEO.

Aliás, agora é um bom momento para mencionar que nós usamos o WordPress.org para o nosso site, e que SEO é um fator bem importante para nós. Utilizamos algumas ferramentas embutidas e uma variedade de plugins para checar se o conteúdo está bem otimizado, como por exemplo o plugin Yoast SEO. Você também pode instalá-lo no WordPress.com, se tiver um plano pago.

yoast plugin

WordPress.org e o plugin Yoast SEO

 

Tirando isso, o WordPress.com também permite controle de dados de SEO, títulos, texto alternativos e redirecionamentos (a partir de um plugin grátis chamado Redirection).

Vencedor: ainda que o WordPress.com seja uma plataforma bem amigável para busca, mesmo sem plugins adicionados, nada pode vencer uma instalação manual completa para controle de SEO feita através do WordPress.org. Se você cria conteúdo em um nicho competitivo, irá precisar do seu leque completo de opções.

Round 9: Segurança e Manutenção

Manter o seu site seguro é algo primordial, especialmente se ele é o seu ganha-pão. Parte desse trabalho envolve se certificar de que o software que está usando é constantemente atualizado. Com o WordPress.com, a plataforma cuida disso para você de forma automatizada. Não precisa se preocupar com atualizações, ou compatibilidade de plugins. É um dos grandes benefícios de já ter uma hospedagem configurada por você.

Com o WordPress.org, o trabalho é seu de manter o software e os plugins atualizados. Mas não é tão difícil quanto parece. Geralmente você recebe notificações sobre isso pelo painel de controle do site, então é uma questão de clicar em alguns botões de atualizações a cada duas semanas, digamos.

Se você tem um servidor de hospedagem que cuida da instalação por você, eles geralmente também já cuidam da atualização.

Depois, tem também a questão técnica dos certificados SSL e HTTPS. São recursos que ajudam a criptografar o seu site e torná-lo mais seguro. Eles também auxiliam com o SEO, já que o Google dá preferência a sites mais seguros. E aqui, mais uma vez, o WordPress.com faz esse trabalho por você.

Com o WordPress.org, você terá que se certificar de que o seu serviço de hospedagem ofeece essas opções. Via de regra isso já vem incluído como parte do plano, mas é sua responsabilidade checar.

Vencedor: Uma vez que o WordPress.com simplifica tudo isso, eles ganham essa rodada.

Round 10: Suporte

Quem começa a usar o WordPress.org geralmente se surpreende ao ver que não há um suporte oficial para entrar em contato. É verdade, por isso você precisa encontrar a informação que busca a partir de pesquisas nos fóruns da comunidade ou em seções de FAQ (perguntas frequentes) criadas por outros usuários.

wordpress support

Suporte do WordPress.org

Como deve imaginar, pode ser bem cansativo rodar páginas e páginas de informação até encontrar o que você precisa. Ou postar perguntas e receber um monte de respostas confusas de usuários aleatórios, e não de profissionais. No geral, as respostas também tendem a usar uma linguagem bastante técnica, mas não se assuste com isso.

Dependendo do servidor de hospedagem escolhido por você, é possível também que você receba suporte. Nesse quesito, WPEngine ou Siteground são duas opções que merecem o destaque. Talvez você ainda tenha que lidar com um provedor de template, ou a empresa por trás de um plugin, caso haja algum erro.

O suporte é realmente uma das grandes vantagens de usar o WordPress.com… se você opta por um plano pago. Com a hospedagem grátis, você também precisa explorar os fóruns da comunidade. Mas ao pagar por um plan, você recebe suporte por e-mail e chat ao vivo.

Vencedor: WordPress.com – mas só caso você tenha um plano pago.

Round 11: Preços

Lembra quando mencionamos que o software do WordPress é completamente grátis, e de código aberto? Sim, falamos a verdade, mas ainda assim você precisa instalar e hospedar o software em algum lugar e isso tem um preço – opte você por fazer por conta própria ou deixando o WordPress fazer por você. Existe um monte de opções baratas de serviços de hospedagem para escolher por aí.

Além disso, você também vai se deparar com os temas premium (templates pelos quais você paga uma taxa única para comprar, geralmente entre 30 a 150 dólares). E também os plugins premium, que podem variar de 5 a 150 dólares por mês. Mas para simplificar isso tudo, aqui está o custo que você terá com uma solução de hospedagem para o WordPress.com:

PREÇODOMÍNIOPLANO WORDPRESS.COM
$0$0Plano Gratuito do WordPress.com. Vem com anúncios e você não pode escolher a URL do seu site. Recursos são limitados. Não pode instalar plugins, criar um e-commerce ou monetizar o site.
$4 per monthGrátis no primeiro ano $15 – $60 dólares depoisPlano Pessoal. Domínio personalizado e acesso ao suporte. Templates e customizações limitadas.
$8 per monthGrátis no primeiro ano $15 – $60 dólares depoisPlano Premium. Acesso total aos templates Premium e todas as opções de customização.
$25 per monthGrátis no primeiro ano $15 – $60 dólares depoisPlano Negócios. Integração com o Google analytics, upload de plugins e suporte por chat ao vivo.
$45 per monthGrátis no primeiro ano $15 – $60 dólares depoisPlano E-commerce. Inclui tudo já mencionado, mais a opção de transformar o seu site em uma loja virtual completa!

Com o WordPress.org, os preços de domínio são os mesmos. Pode variar de 5 a 40 dólares por mês, dependendo do provedor. Geralmente recomendamos Dreamhost e SiteGround (análises em inglês) como boas opções de custo-benefício para serviços de hospedagem.

Vencedor: o WordPress.org oferece muito mais flexibilidade. Além disso, no caso do WordPress.com, os preços parecem ficar num espectro mais caro do que com outros criadores de site, como Wix, Squarespace e outras alternativas.

WordPress.com ou WordPress.org – Pontos-chaves

Espero que agora você já tenha um entendimento mais claro da diferença entre o WordPress.com e o WordPress.org. E apesar do WordPress.org ganhar essa disputa de comparação que ficou 7×5 para ele, ambos tem prós e contras. E não posso dizer com certeza qual faria mais sentido para o seu negócio. Mas posso tentar:

  • Você quer uma solução pronta e mais simples? Então o WordPress.com deve ser o ideal, e é um ótimo negócio.
  • Você deseja ter controle e flexibilidade total? Então um site configurado por você no WordPress.org vai oferecer isso.
  • Você não quer pagar nada pelo seu site: é possível fazer isso com o plano Gratuito do WordPress.com. Mas também há outras alternativas disponíveis por aí que vale conferir.
  • Você tem demandas bem específicas para o seu site de negócios: provavelmente valerá a pena explorar o WordPress.org e sua gama de plugins pagos e personalizáveis.

Por fim, se você está mesmo decidido a ter um site simples com hospedagem já embutida, não se esqueça de que o WordPress.com compete com outros criadores de site que podem ser interessante, como a Wix e o Zyro com seus planos pessoais e de negócios, ou o Squarespace para blogs, e o Shopify para e-commerce.

> Teste o WordPress.com de graça ou dê uma chance ao WordPress.org.

E caso ainda tenha qualquer dúvida, deixe um comentário! Ficaremos felizes em ajudar.

Paula Medeiros

Gerente de Conteúdo

Oi! Eu sou a Paula Medeiros, uma apaixonada por livros e por tecnologia. Depois de quebrar a cabeça em busca das melhores ferramentas para os meus próprios projetos, hoje tenho a oportunidade aqui na Tooltester de criar conteúdo para ajudar muitas outras pessoas, como você. Se tiver qualquer dúvida, é só falar nos comentários!

Raphaël Damain

Gerente de Conteúdo

Bonjour! Depois de me graduar com um mestrado em Gestão na Grenoble Ecole de Commerce, trabalhei no setor bancário, de varejo e com empresas B2B. Em 2014, me mudei para a Espanha e entrei numa agência de marketing. Também criei um canal no YouTube, atualmente com mais de 18k inscritos. Depois de mais 8 anos de experiência com criação de conteúdo, hoje eu ajudo pessoas a encontrarem as melhores ferramentas digitais que precisam para ter uma renda online. Vamos conversar sobre seu projeto nos comentários!

Saiba mais sobre nós

POR TRÁS DESSA ANÁLISE

Esse artigo foi pesquisado e escrito por nosso time expert de tooltesters, a partir de uma metodologia específica.

Metodologia Tooltester

Comentários e Perguntas